Advergames – A publicidade em forma de jogo!

 Na Categoria Marketing

Semana passada, falamos sobre o In Gaming Advertising, que são propagandas dentro de um game para promover algum produto que não tenha naquele universo. Caso seja a primeira matéria que você vê aqui na Academia da Marca, veja a matéria sobre In Gaming Advertising aqui! E claro, seja bem-vindo! 🙂

Hoje, faremos um gancho com a matéria anterior e iremos falar sobre o Advergames, que é um passo além do In Gaming Advertising. Aqui, o jogo não é só feito para entreter, mas também para apresentar um produto, um serviço, programa e por ai vai! Mas claro, como estamos falando de um jogo, se ele não for divertido de inicio, sua marca pode afundar junto com o game! E ninguém quer isso não é mesmo?

 

 Como foi no passado
pepsiinvaders2600 ad c_toothprotectors_front

Pepsi Invaders, Koll-aid e Tooth Protectors

 

Os primeiros “Advergames” vieram antes mesmo do primeiro In Gaming Advertising. Eles vieram em 1983 para o Atari 2600. Eram Pepsi Invaders da Coca-Cola, onde você era uma nave e precisava acabar com os invasores ( que eram as letras P E P S I), Tooth Protector da Johnson & Johnson e Koll-aid. O interessante foi o marketing promocional da Koll-aid para adquirir o jogo, ja que era necessário enviar códigos de barra pelos correios para a Kool-Aid e esperar o jogo chegar em sua casa. Imagine isso em 1983, o quanto isso foi legal para a época. As crianças se divertiam com o jogo e com certeza na hora do almoço ou da janta conversavam sobre poder ‘controlar’ o mascote da marca de suco enquanto jogavam seus Ataris 2600. Uma época mágica para os games e para a publicidade infantil.

 

 A evolução e os dias de hoje

O público que era criança nos anos 80 cresceu, viveu os anos 90 e os 2000 e não param de jogar. Melhor ainda, hoje são pais e não pararam de jogar. Isso significa que caso você queira criar um Advergame, o seu alvo seria outro, uma galera mais madura e já dona do próprio dinheiro que está disposta a gastar o dinheiro e criar vinculo com aquilo que você proporcionou.

Vou fazer um parágrafo especial sobre o que aconteceu na minha vida. Hoje tenho 25 anos e sempre gostei de games, é o meu hobby preferido e tenho certeza que vou passar isso para os meus filhos assim como meu pai passou para mim. Me lembro de ter entre 8 e 9 anos quando meu pai chegou com um jogo de Playstation 1 chamado PEPSI MAN. Segue algumas imagens:

p p3

Era um jogo simples, percursor de jogos que são famosos hoje para celulares como Temple Run e Subway Surfers. Eu lembro de ter amado o jogo e passei horas na frente da TV repetindo as fases e me divertindo da mesma forma! O porquê de eu estar trazendo essa pequena informação para vocês é simples: Até hoje a Pepsi é meu refrigerante preferido. Prefiro ele do que qualquer outra concorrente e tudo começou porque em todo lugar que eu ia quando criança eu pedia Pepsi, graças ao impacto que eu, como criança, recebi daquele jogo.

Viram o impacto que isso causou na minha vida? Mesmo que indiretamente e de uma forma divertida, a marca se estabeleceu na minha vida e até hoje é minha primeira opção quando pretendo ter um refrigerante em casa ou até mesmo na rua.

Existem outros games com a mesma proposta que com certeza empolgaram outras crianças e assim criaram um impacto da marca na vida delas, exemplos de jogos do Burger King, McDonalds, Cheetos, Porsche, BMW são faceis de encontrar no Youtube e até mesmo disponíveis na internet para jogar.

 

bk

 

Os jogos do ‘King’, mascote do Burger King nos EUA, eram adquiridos por mais U$4,99 no combo em qualquer Burger King nos Estados Unidos.

 

 

 

 

Advergames no Brasil

Apesar da produção de games no Brasil não estar entre os mais notórios, alguns jogos foram criados para divulgar a venda de novos produtos ou programas de TV. Casos como o Rally Tourag da Volkswagen, Super Volei Brasil da Olympikus e até mesmo Surfinia da rede Globo que foi criado para divulgar a novela Três Irmãs da Rede Globo.

Eram jogos simples, feitos com uma porcentagem muito alta de divulgação da marca mas uma porcentagem muito baixa de qualidade de jogo, o que fez com que a maioria (ou todos) passarem batidos pelo público e não foram um sucesso de visitas ou de jogadores.

Mas agora, tudo pode mudar graças a um jogo que está sendo criado para um famoso podcast brasileiro chamado 99vidas. 99Vidas é um site e podcast que foi criado em 2010 Por Izzy Nobre e Jurandir Filho, com o intuito de resgatar e reviver os games e o estilo de vida do pessoal que cresceu nos anos 80 e 90. Hoje no podcast além deles está o Bruno Carvalho, que além de gamer é colecionador e Evandro de Freitas, completando o time. Nas redes sociais eles possuem mais de 50 mil seguidores e são, com certeza, uma das maiores referencias para o público gamer aqui do Brasil. Ele está sendo desenvolvido pelo estúdio independente brasileiro QUByte, que já possui mais de 8 games em seu curriculum e vem recebendo maior notoriedade a cada dia que passa.

tela-1 tela2
99Vidas – o jogo

Eu vejo em 99Vidas – o jogo,  uma excelente oportunidade para o mercado nacional tanto de games, que fará o mundo olhar para nós de uma forma mais carinhosa em um segmento tão carente, quanto para o mercado publicitário, pois irá divulgar de uma forma abrangente o podcast ao mesmo tempo em que mostra a capacidade de um jogo ser criado no Brasil e ser um game de extrema qualidade. Caso se interesse pelo game, veja neste link como ele foi criado, como a ideia surgiu e a meta atingida.

Dessa forma, fica claro o quanto podemos crescer a nossa marca ou produto encontrando um público diferente e divulgando ela de uma forma mais divertida e interativa. Arrisquem mais em mídias diferentes e mais atualizadas que com certeza sua empresa será lembrada e consolidada no mercado!

Gostou da matéria? Existe algum jogo que você tenha jogado por ser de algum produto que gostava ou até mesmo passou pela mesma coisa que eu, em que passou a gostar de algum produto graças ao jogo que jogou na infância? Deixe nos comentários!

Até a próxima!

marioandronald

Matérias

Deixe uma resposta